O que podemos aprender sobre ganância e acúmulo de riquezas com a parábola do rico insensato. 

As parábolas que Jesus contava tinham sempre um efeito de induzir as pessoas a refletir sobre suas atitudes e valores, por isso, cada uma delas contém importantes valores espirituais e podem melhorar o nosso relacionamento com Deus.

Neste artigo, vamos conferir o que ensina a parábola do rico insensato sobre a incoerência humana no que diz respeito ao uso correto dos bens materiais. 

Nosso objetivo, portanto, é refletirmos sobre a importância de estarmos preparados para a vida eterna. Para isso, usaremos como referência o evangelho de Lucas, capítulo 12, versículos 13 a 21. 

Vamos conhecer melhor essa história!

O que levou Jesus a contar a Parábola do rico insensato?

A melhor maneira de compreender uma narrativa bíblica é entendendo qual o contexto ela aconteceu. Por exemplo, a necessidade de criar essa alegoria surgiu quando uma pessoa pediu que Jesus lhe resolvesse uma questão de herança familiar. 

Observemos que a pessoa fez esse pedido quando havia uma multidão reunida em volta do Mestre. Daí, um momento oportuno para ensinar princípios fundamentais sobre os bens materiais.

Na verdade, Jesus se recusou a interferir nessa disputa materialista e utilizou o momento para alertar sobre os perigos da ganância e da busca desmedida por riquezas. (Lucas 12: 14,15)

Assim, ele compartilhou a história do rico insensato mostrando como deveria ser a sabedoria do homem e sua postura sábia em relação aos bens materiais.

O Significado de ser Insensato na Bíblia

Na Bíblia, os insensatos, isto é, os imprudentes, sem juízo ou bom senso, são aqueles que se preocupam apenas com os prazeres e conquistas terrenas. Na verdade, eles negligenciam as questões eternas e o relacionamento com Deus. 

O livro de Provérbios, por exemplo, descreve esse grupo como pessoas que não buscam a sabedoria divina e agem de forma imprudente, levando à destruição e ao sofrimento (Provérbios 1:7, 1:32). 

Além disso, Jesus frequentemente advertia sobre a insensatez dos ricos que confiavam em suas riquezas e não reconheciam a necessidade de Deus em suas vidas (Lucas 18:24-25).

Lições da Parábola do Rico Insensato

A parábola do rico insensato, no entanto, nos ensina várias lições valiosas que nos ajudam a analisar o que é mais importante para nós. Em outras palavras, ela nos ajuda a entender o que Jesus diz: “Porque onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.” (Mateus 6:21)

Lição 1: A nossa vida é breve

Assim, essa parábola nos alerta, primeiramente, sobre a brevidade da vida e a incerteza do futuro material. (Lucas 12:20)

Observe que o rico insensato acreditava que teria muitos anos para aproveitar suas riquezas, mas sua vida foi exigida naquela mesma noite. Ela é importante por nos conscientizar de que devemos aproveitar cada momento e dar prioridade às coisas eternas, buscando a Deus acima de tudo.

Lição 2: A generosidade deve acompanhar o crescimento material

Em segundo lugar, ela nos adverte sobre a busca desenfreada por riquezas. Nessa história, verificamos que o plano do rico insensato buscava apenas conforto e prazer nesta terra.

De acordo com suas atitudes, como derrubar celeiros para acumular bens, ele focava apenas em si mesmo e no que a riqueza iria lhe proporcionar.

Assim, Jesus nos ensina a buscar o reino de Deus em primeiro lugar e confiar que Ele suprirá nossas necessidades (Lucas 12:31). 

Além disso, a riqueza é uma benção quando conseguimos utilizá-la com sabedoria, desapegando e compartilhando generosamente com os necessitados.  

Portanto, ela nunca será sinônimo de alegria se for acompanhada de bondade, justiça e retidão.

Lição 3: Entender as nossas prioridades

Por fim, a parábola do rico insensato nos conduz a refletir sobre nossas prioridades, A personagem da história, por exemplo, priorizava seu próprio prazer e conforto, mas negligenciava a necessidade de cultivar um relacionamento com Deus e com o próximo. 

Por isso, Jesus nos chama a amar a Deus de todo o coração e a amar o nosso próximo como a nós mesmos (Lucas 10:27). 

Assim, devemos separar um momento para nossas orações diárias, ler a Bíblia e meditar na palavra, ir aos cultos e servir ao próximo com uma porção da nossa fazenda.

Essas ações, alimentam a nossa alma nos aproximando da vontade de Deus.

A parábola do rico insensato é muito impactante, pois confronta a realidade de nossas escolhas e prioridades. Além de nos conduzir para a verdadeira sabedoria que está em reconhecer a brevidade da vida e buscar o Reino de Deus, e a sua justiça. (Mateus 6:33)

Com essa explicação, que Deus nos abençoe e nos ajude a colocá-lo como prioridade em tudo o que fizermos em nossas vidas. Dessa maneira, desfrutar do que Ele nos concede neste mundo com mais sabedoria e luz divina.

Continue aprendendo sobre colocar Deus acima de tudo com a persistência de Jó.

Sobre o Autor

Josiane Silva
Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.