Você já se perguntou sobre como é o céu, como chegar lá e desfrutar da vida eterna? Essas questões têm intrigado a humanidade ao longo dos séculos e por isso, vamos debater isso neste estudo.

O desejo de compreender o destino após a morte é coisa da natureza humana. Todos buscamos um propósito maior e a esperança de uma vida além desta terra. Felizmente, a Palavra de Deus nos oferece respostas claras e promessas de salvação.

Acreditamos que a salvação está disponível para todos, independentemente de sua origem, história ou pecados passados. Deus nos ama incondicionalmente e deseja que todos encontrem redenção e perdão por meio de Seu filho, Jesus.

Portanto, prepare-se para uma jornada espiritual significativa e descubra como alcançar o céu e desfrutar da vida eterna com Deus. O destino final está ao seu alcance, e as respostas para suas perguntas estão aqui.

A seguir, neste estudo bíblico, vamos explorar algumas perguntas com base nos ensinamentos bíblicos. Vamos começar esta jornada de fé juntos!

1. Por que Deus precisou criar um novo céu e uma nova terra?

A complicação causada por Satanás e o pecado afetou a criação divina. Satanás teve acesso ao céu atual, tanto antes quanto depois da Queda. Nos capítulos 1-2 de Jó, Satanás vai da terra ao céu e questiona a justiça de Jó diante de Deus.

Embora Deus tenha uma razão lógica para permitir a aproximação de Satanás no céu, não compreendemos completamente o propósito dessa permissão.

No entanto, é necessário que Deus crie um novo céu e uma nova terra livre de todo pecado. O livro do Apocalipse revela a visão de João:

“Eu vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado, e o mar já não existia” (Apocalipse 21:1).

É importante observar que Satanás é conhecido como o “acusador dos irmãos” e só será lançado do céu à terra, no Apocalipse 12.

Por que Deus precisa criar um novo céu e uma nova terra

2. O que acontecerá com o antigo céu e a antiga terra?

A Bíblia nos ensina que os céus e a terra atuais serão destruídos, assim como foram criados por Deus. Pedro nos apresenta uma explicação sobre isso em 2 Pedro 3:7-13:

“Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade. Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.”

Embora seja difícil para nós compreender completamente como isso acontecerá, hoje temos conhecimentos científicos que nos ajudam a entender melhor o universo.

A Bíblia também nos revela que Jesus é quem sustenta o universo. Quando Ele decidir, tudo será consumido pelo fogo. No entanto, ao optar por deixar um vazio e falta de vida, Deus nos promete um novo e glorioso mundo emergindo das ruínas. Apocalipse 21:8 fala de um grande holocausto, mas a partir desse evento, Deus transformará o antigo em algo novo.

O objetivo de Deus é a transformação, e Ele nos promete um mundo novo e glorioso onde a justiça prevalecerá (Apocalipse 21:15-21).

3. Qual é o tamanho e a aparência do céu?

Ao examinarmos o livro do Apocalipse, encontramos uma descrição do tamanho e da aparência do céu. Um anjo é descrito medindo a cidade celestial usando medidas humanas. A cidade é projetada como um quadrado com 12.000 estádios de comprimento, largura e altura. A espessura da parede é medida em 144 côvados (Apocalipse 21:15-17).

Para fornecer uma ideia das dimensões, 12.000 estádios seriam aproximadamente equivalentes a 1.500 milhas. Podemos visualizar uma área que se estende do Acre a Pernambuco e da costa leste até o divisor continental, e então expandir isso para 1.500 quilômetros. Isso implica que o céu é uma cidade com 2.250.000 milhas quadradas, e isso é apenas em seu patamar mais básico.

Com base na densidade populacional de cidades como Dallas, estima-se que o céu pode acomodar cerca de seis bilhões de pessoas. Além disso, um engenheiro australiano sugeriu que uma cidade do tamanho do céu, com a densidade de Londres, poderia abrigar até 100 bilhões de pessoas, enquanto atualmente existem apenas nove bilhões de pessoas na Terra.

Além do tamanho, João descreveu o céu como uma visão deslumbrante de luz, joias, ouro e pérolas. A cidade é transparente, e a luz divina brilha através de toda a sua glória. As alicerces das muralhas são com pedras preciosas, e as portas feitas de pérolas. A rua principal é de ouro puro como vidro transparente (Apocalipse 21:18-21).

Além disso, no céu, não há necessidade de sol ou lua, pois a glória de Deus ilumina tudo. Sua presença está em todos os lugares da cidade, e não há templo, pois o Senhor Deus Todo-Poderoso e o Cordeiro são o próprio templo. É uma visão impressionante e deslumbrante que deixaria maravilhados todos os que tiveram um vislumbre do céu (Apocalipse 21:22-23).

O que faremos com nosso tempo no céu

4. O que faremos com nosso tempo no céu?

No céu, duas atividades ocuparão a maior parte de nossa atenção e tempo. Primeiramente, dedicaremos uma quantidade significativa de tempo para adorar e louvar a Deus:

“E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.” (Apocalipse 5:13)

A adoração a Deus será uma parte essencial de nossa experiência celestial, onde nos uniremos com todas as criaturas celestiais para glorificar o Senhor.

Além disso, grande parte do nosso tempo no céu será dedicada ao cumprimento de nossos deveres e responsabilidades atribuídos por Deus, com base nas recompensas que conquistamos na terra por meio de nosso serviço a Jesus, seja em atividades lucrativas ou não lucrativas.

Essas recompensas variam desde a salvação até designações especiais de Jesus e até mesmo o tamanho das mansões que receberemos (1 Coríntios 3:10-13; Mateus 25:14-30). Cada um de nós terá uma função e responsabilidade específica no reino celestial, de acordo com o serviço prestado aqui na terra.

Portanto, no céu, teremos a alegria de adorar a Deus em união com todas as criaturas celestiais, e também seremos honrados com responsabilidades e tarefas de acordo com as recompensas que conquistamos por meio de nosso serviço fiel a Jesus enquanto estávamos na terra.

5. Reconheceremos nossa família, amigos e entes queridos no céu?

Para ser direto ao ponto, a resposta é clara: SIM.

Podemos ter relacionamentos com pessoas que nunca conhecemos na terra? Uma pergunta comum sobre o céu é se reconheceremos nossos entes queridos, familiares e amigos lá, e seremos capazes de desenvolver relacionamentos com pessoas que nunca nos conhecemos durante nossa vida terrena. A resposta é encorajadora: sim, teremos essa capacidade!

Embora possamos não reconhecer as pessoas pelo seu aspecto físico, seremos capazes de reconhecer e nos relacionar com elas com base em quem são em essência. No céu, habitaremos corpos espirituais em vez de corpos terrenos, o que significa que a identidade das pessoas será preservada.

Jesus ensinou que, na ressurreição, não haverá casamentos nem uniões matrimoniais como na terra, mas seremos semelhantes aos anjos no céu (Mateus 22:30). Isso sugere que teremos uma conexão especial com nossos cônjuges, mas não estaremos casados ​​com eles. Em vez disso, teremos um nível de comunhão e intimidade que transcende o vínculo matrimonial.

Além disso, o apóstolo Paulo compartilha que no céu conheceremos uns aos outros e seremos plenamente conhecidos (1 Coríntios 13:12). Isso indica que teremos uma compreensão completa e profunda uns dos outros, desenvolvendo relacionamentos duradouros e felizes.

Acredita-se também que no céu podemos estabelecer novos relacionamentos com pessoas que nunca cruzaram nosso caminho na terra. A referência de Jesus em Mateus 8:11 sugere que teremos interação e comunhão com uma ampla gama de pessoas no céu.

Quando pensar em nosso tempo no céu, é natural desejar passar tempo com Jesus, nossos familiares e amigos mais próximos. Também podemos ansiar por conversas com aqueles que nos influenciaram espiritualmente e com aqueles que admiramos por sua fé. O céu nos oferece a oportunidade de desfrutar de relacionamentos inspiradores e enriquecedores.

Como será essa transição da terra para o céu quando morre

6. Como será essa transição da terra para o céu quando morrer?

A transição da terra para o céu é uma promessa maravilhosa que Jesus nos fez. Ele disse que na casa de Seu Pai há muitas moradas e que Ele está indo preparar um lugar para nós. Ele prometeu voltar e nos levar com Ele, para que possamos estar onde Ele está (João 14:1-4).

Essa promessa é incrível! Jesus não apenas promete preparar um lugar para nós no céu, mas Ele mesmo voltará para nos buscar e nos transportar ao céu, onde haverá um lugar preparado para nós. Quando enfrentarmos a morte física, não precisamos temer, pois sabemos que Jesus está nos aguardando no céu.

Como filhos de Deus, ainda não compreendemos completamente o que seremos no futuro. No entanto, temos a certeza de que quando Cristo se manifestar, seremos semelhantes a Ele, pois O veremos como Ele realmente é (1 João 3:2). Essa é uma esperança gloriosa que nos aguarda.

Portanto, quando chegar a hora de deixar esta vida terrena, podemos ter a confiança de que Jesus cumprirá Sua promessa. Ele virá pessoalmente nos buscar e nos transportar ao céu, onde haverá um lugar preparado para nós. Aproximarmo-nos de Cristo e contemplar Sua glória é o destino final de todos os crentes.

Que essa promessa nos encha de esperança e espera, sabendo que um dia estará com nosso Salvador no céu, desfrutando de comunhão perfeita e paz eterna.

7. Como podemos chegar ao céu?

A chave para alcançar o céu é reconhecer nosso pecado e receber Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador pessoal. Deus provou Seu amor ao enviar Seu Filho unigênito, Jesus, para morrer na cruz em nosso lugar, para que todo aquele que crê Nele não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16).

Para chegar ao céu, precisamos nos render a Jesus, confessando nossos pecados e convidando-O a perdoar nossas transgressões. Ao colocarmos nossa fé em Jesus, reconhecendo que Ele morreu por nós e ressuscitou, receberemos o presente da salvação eterna (Efésios 2:8-9).

Ao receber Jesus como nosso Salvador, também receberemos o dom do Espírito Santo, que habita em nós e nos capacita a viver uma vida de acordo com a vontade de Deus (João 3:5-8). A partir desse momento, somos transformados e guiados pelo Espírito Santo, que nos ajudam a crescer em nossa fé e nos moldar à imagem de Cristo.

Portanto, para chegar ao céu, é necessário render-se a Jesus, confiar Nele como nosso Salvador e entregar-Lhe a direção de nossas vidas.

Sobre o Autor

André Lourenço
André Lourenço

Formado em Teologia, Graduado em Qualidade e Professor de cursos de Pregação e Interpretação Bíblica, me sinto feliz em compartilhar estudos bíblicos com você.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.