Quando abrimos a Bíblia Sagrada no livro de Gênesis 29, nos deparamos com uma personagem chamada Lia, irmã mais velha de Raquel, filha de Labão e também prima de Jacó. À primeira vista, a história de Lia é marcada pela dor do desprezo, da rejeição e até mesmo pela inferioridade.

No entanto, ao meditarmos nela, encontramos que, apesar de todas as dores, Lia escolheu adorar ao Senhor e recebeu honra ao final de seus dias. Veremos a seguir os fatos mais interessantes da história de Lia.

1. Lia ocupava a primeira posição

Embora Jacó tenha ignorado a posição de Lia na família, Deus concedeu-lhe a distinção de ser a primeira filha, a primeira esposa e a primeira mãe do primeiro filho de Jacó. Inicialmente marcado pela dor do desprezo, seu casamento evoluiu, e sua posição na família conquistou honra e respeito na comunidade.

Apesar de seu casamento não ser ideal, Deus o utilizou para Sua glória, uma vez que Lia ocupava uma posição honrosa em primeiro lugar.

Deus tinha um chamado específico para a vida de Lia, independentemente da preferência de Jacó. Ele a colocou em primeiro lugar e a abençoou abundantemente, lhe fazendo fértil.

2. Lia decidiu ser grata Deus

Num mundo egoísta, onde a ingratidão impera nos corações, sem dó nem piedade. Lia decidiu demonstrar sua gratidão à Deus. Com o nascimento de cada filho, Lia reconhecia o papel que o Senhor desempenhava em sua vida.

Embora Lia estivesse em um casamento sem amor, seu filho Rúben era uma evidência para ela de que “o Senhor vê”; Simeão significa “o Senhor ouve”, e Levi, que o Senhor poderia criar um “vínculo” entre ela e Jacó.

O nome dado aos seus filhos conta a jornada espiritual de gratidão pela provisão do Senhor. Jacó não viu, ouviu ou se apegou a Lia, mas o Senhor preencheu o vazio que Jacó criou em seu coração.

Isso fica evidente quando ela deu à luz ao seu quarto filho lhe chamando de Judá, que significa louvor. Onde ela se contentou em louvar ao Senhor pelas bênçãos em sua vida, mesmo que seu marido não fosse a amasse.

Com o nascimento dos próximos dois filhos, Issacar e Zebulom, Lia reconheceu os dons que o Senhor lhe havia concedido.

história de Lia

3. Lia tinha um coração que agradava Deus

O papel de Lia como esposa era de cuidar do seu marido, tentando desesperadamente capturar seu coração. Tornando-se mãe de seis filhos homens e de uma filha mulher, ela cuidou e educou com ternura, preparando seus filhos para liderar as tribos de Israel.

O Senhor escolhe e exalta aqueles cujos corações são puros diante dele. O coração de Lia era terno e criado especificamente para cumprir a tarefa da primeira esposa de Jacó e mãe de muitos filhos.

Deus vê o seu coração e conhece as suas feridas. Buscar o Senhor mantém seu coração terno enquanto enfrenta provações e suporta tristezas. Embora outros possam parecer ter tudo sob controle do lado de fora, concentre-se na condição do seu coração.

4. Lia foi uma das matriarcas

Apesar de não ter sido a escolha de Jacó, Lia foi escolhida por Deus para desempenhar um papel crucial no nascimento do Salvador do mundo, tornando-se assim uma matriarca do seu povo e de Cristo.

Na época, Lia só sabia que seu quarto filho evocava louvor a Deus, então o chamou de Judá, não imaginando que ele faria parte da linhagem de Jesus Cristo. Tudo o que lhe faltou em seu casamento, o mundo recebeu como uma dádiva: um Salvador, por meio da abundante bênção de Deus.

5. Lia recebeu honra na sua morte

Um outro fato interessante da história de Lia é que, em sua morte, ela recebeu a honra devida como primeira esposa de Jacó. Sendo sepultada em uma caverna junto com os pais de Jacó, Rebeca e Isaque, e com seus avós, Sara e Abraão (Gênesis 49:29-33).

Por outro lado, vemos que Raquel, ao falecer ao dar à luz seu segundo filho, Benjamim, acabou sendo enterrada à beira da estrada, a caminho de Belém (Gênesis 35:16-20).

Embora seu casamento possa ter sido marcado pela desonra e rejeição, ao chegar no final de sua vida, Lia recebeu a honra devida de Jacó ao ser sepultada junto às matriarcas e patriarcas da fé.

Lia foi enterrada ao lado de outras mulheres que, embora não fossem perfeitas, eram dignas de honra por terem dado à luz filhos que cumpriram a promessa de Deus a Abraão.

lições de Lia

6. Lia construiu um legado

Em meio às circunstâncias desafiadoras de seu casamento, Lia, inspirada por sua fé inabalável no Senhor, construiu um legado que ecoaria através das gerações.

Lia personificou a necessidade crucial de viver primeiramente para Deus e Sua glória. Embora não tivesse beleza física, nem aparência atraente, não fosse amada nem desejada, chegando até mesmo a ser desprezada, Deus viu em Lia uma beleza interior que a capacitou a cumprir os planos Dele.

Ela não pôde mudar Jacó, mas pôde transformar-se e enxergar a mão de Deus em sua vida, não permitindo que os barulhos ao seu redor a distraíssem da tarefa que Deus lhe havia confiado.

Assim, deixando um legado para nós, mulheres.

E aí, gostou deste estudo sobre os fatos interessantes da história de Lia? Então veja também:

Sobre o Autor

Indiara Lourenço
Indiara Lourenço

"Sou mãe, esposa e serva, que ama fazer a obra de Deus. Já escrevi centenas de artigos para blogs cristãos, com o objetivo de espalhar o evangelho aos quatro cantos do mundo."

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Solicitar exportação de dados

    Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

    Solicitar a remoção de dados

    Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

    Solicitar retificação de dados

    Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

    Solicitar cancelamento de inscrição

    Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.